Páginas

sábado, 13 de dezembro de 2014

O lançamento - e afinal não voou nenhum livro!

Não voou, pois não. Nem eu tinha força nos braços para isso!

Estava bastante adoentada e quase sem voz, acho que nenhum livro chegava à primeira fila se o atirasse. Mesmo assim fiz ontem, por fim, o lançamento do meu novo livro O Cavalheiro Inglês.

Fez-se no fim do dia, no ambiente acolhedor da Bertrand do Picoas Plazza, entre amigos. Algumas das minhas meninas (ainda há alegrias em ser professora) fizeram-me uma surpresa e vieram acompanhar-me, e estiveram comigo família, amigos pessoais e virtuais, duas majestosas velas da NAU em que vou navegando... Algumas pessoas ficaram presas na estrada, outras no escritório e pelo menos uma em casa, com uma bela gripe, mas estavam comigo em pensamento, e isso chega-me.


Depois de algum convívio e conversa, instalamo-nos para ouvir falar do livro. A Marina Oliveira, da Marcador, abriu o programa das festas, com as apresentações e agradecimentos que cumpre fazer - grata fico eu pela oportunidade que a Marcador me ofereceu e à Marina, por ter genuinamente gostado do livro. 


A Sofia Teixeira, que tão bem conhecem do fantástico blogue Morrighan, fez uma apresentação sem rede, i.e, sem cábula, do livro, e esteve tão bem, tão bem, que devia tornar-se profissional da coisa! Felizmente a Sofia gostou, felizmente gostou mesmo, porque tinha-lhe pedido que fosse absolutamente honesta e quase não conversamos antes sobre ele.  Se tivesse detestado, descobriria ali mesmo (eu e quem veio ao lançamento)! Mas não. Referiu o amadurecimento da escrita e as personagens de que gostou mais, o enquadramento histórico... e fez-me alguns elogios que, vindos dela, sei que são sinceros e me deixaram sem saber o que dizer. Tanto que não os repetirei aqui. Muito obrigada, querida Sofia, pelo tempo que roubaste a essa tua vida sempre a correr e pelas tuas palavras!


Por fim, falei eu. Falei pouco, porque pouco me permitia a garganta, que hoje não funciona e me doi terrivelmente. Não há bela sem senão, não é? Fui também à aventura, sem cábula como eu gosto. A testemunha é este pequeno video feito pela Maria Azevedo (obrigada, prima!) e partilhado por ela no facebook... 

Restou-me assinar uns quantos livros, agradecer, como agradeço ainda, à Marcador e a todos os presentes - e em especial às meninas que me fizeram duas surpresas, estar presentes e trazer-me uns maravilhosos chocolates que não vão durar nada! 

E resta-me sobretudo desejar que este livro traga horas de prazer a quem o ler e tenha uma vida de sucesso!


3 comentários:

Morrighan disse...

És mais do que talentosa e mereces tudo de bom :)

Grande beijinho*

Fiacha disse...

Viva Carla,

Nunca li um livro teu mas como sabes pretendo ler este livro já no inicio do ano e claro espero vir a gostar, nada como promovermos os nossos escritoes, depois comento.

Fico contente que a apresentação tenha corrido bem e espero que te restabeleças o mais rápido possivel, é preciso azar, mas pronto correu bem que é o mais importante.

Bjs e felicidades para o livro e para a carreira :)

Nexita disse...

Mereces sem sombra de dúvida todo o carinho e amor que eu ali senti! Adorei estar presente e finalmente conhecer-te!
Beijo