Páginas

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

as palavras são fracas

Às vezes já não quer escrever, pergunta-se porque o faz, parece que as  palavras são fracas contra as paredes de exaustão que a encerram, ou que é insuficiente para moldá-las em formatos que se lancem ou se imponham e se façam obrigatórios. Iguais entre muitas, olvidáveis, pequenas e pálidas e invisíveis, como sobretudos na multidão. Depois percebe o que está a fazer: a colocar em palavras a caixa de Pandora completa com a fatalidade da esperança. Entende que vê através da lente das letras, que alinha imagens e ideias assim. Escreve, portanto, que remédio. 

1 comentário:

Olinda P. Gil © disse...

As letras podem ser fracas, mas mesmo assim são uma arma...