Páginas

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O valor dos livros antigos

A propósito do último post, e em particular do costume antigo de prender os livros das bibliotecas com correntes, o leitor Luís Henriques lembrou, em comentário, o valor dos livros noutras épocas, e em particular quando estes eram ainda copiados manualmente por especialistas. 

A mim sempre me fascinou a arte, paciência e persistência necessárias aos copistas e iluministas, que, ao longo de meses, produziam maravilhosas obras de arte sobre pergaminho. Acessíveis a poucos, é verdade, até porque poucos saberiam lê-las, mas não menos maravilhosas por isso. 

O Luís recomendou-me um pequeno video sobre a feitura destes livros. Apesar de já ter uma noção bastante boa de como se faziam, desde a produção do pergaminho às iluminuras, fui ver. Aprendi pequenos pormenores que não conhecia, como por exemplo, como se corrigiam erros. 

São só seis minutinhos, mais ou menos e, para quem gosta de livros e percebe inglês (a narradora fala devagar e com muita clareza), é muito interessante.

Aqui fica, com o meu agradecimento ao Luís.

2 comentários:

Maria do Rosário Palma disse...

Apenas isto: FABULOSO VÍDEO. FIQUEI FASCINADA COM TANTA BELEZA.

Luís Henriques disse...

Obrigado pela referência. Fico contente por ter contribuído. O pormenor das "correcções" que realça são por vezes autênticos quebra-cabeças em termos de interpretação paleográfica na minha área (música)... mas, lá está, é esta a "magia".

Cumprimentos,
LH