Páginas

domingo, 4 de outubro de 2015

A Espia do Oriente - Nuno Nepomuceno


A Espia do Oriente, continuação de O Espião Português, traz-nos André Marques-Smith recuperado dos incidentes do livro anterior e retoma a intriga mais ou menos onde ficou, mas com destaque para outras personagens, Monique/Elena e China Girl, em particular esta última. A partir daí, desenvolve o enredo em torno das intenções da Dark Star e do papel de China Girl na organização. Vamos também sabendo sobre ela, desvendando mistérios pessoais e assistindo ao desenvolvimento da relação entre ela e André (que já aguardavamos, claro). 


Dão-se voltas e reviravoltas, com muita acção e uns quantos incidentes que mantêm o mesmo ritmo do livro anterior. Mantém-se também o mesmo equilíbrio entre a narrativa de espiões e uma outra, mais intimista, que revela o lado humano de André e das personagens que o rodeiam. É este aspecto que contraria um certo cliché que assenta nas parecenças com James Bond - estou sempre a lembrar-me dele - e que poderia reduzir este(s) livro(s) a muito menos do que é(são).  Continuo a sentir que precisa de um polimento, não no desenvolvimento do enredo, que dentro do género escolhido pelo autor é dinâmico, divertido, tudo o que deve ser, desde as intrigas ao comprimento das belas pernas das raparigas, mas em certos termos - coisa de "aqui e ali" haver uma palavra que me parece deslocada na frase ou na situação. Isto é, claro, a maluquinha do Português a falar, a mesma que um dia destes há de morrer pela boca, como o peixe, porque alguém há de apontar destes sucedidos nalgum texto meu. Nesta caso, não perturba nada a leitura, que é veloz!

Demorei muito a terminá-lo por culpa própria - ando cansada e às vezes sem vontade de ler nada, que querem? - mas é mais do que evidente que lerei a terceira parte da história assim que esteja cá fora. Como poderia não o fazer, com o cliffhanger em que o Nuno nos deixou no finalzinho? Mau, mau, muito mauzinho, Nuno!

2 comentários:

Nuno Nepomuceno disse...

Eu sou muito bonzinho, Carla ;-) Obrigado por teres lido o livro. E prometo que tudo será esclarecido em breve. Beijinho grande e muita amizade :-) Nuno Nepomuceno.

Isaura Pereira disse...

Olá Carla,
Já há muito que vejo este livro por aqui na blogosfera. Mas ainda não o li. Vejo sempre opiniões positivas.
Tenho mesmo que o ler.
Beijinhos e boas leituras