Páginas

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Novidade!!

Há coisas que justificam acordar - por uns momentos - o monstro que dorme. Uma delas é um novo livro! 

Anda em preparação há uns tempos, a par com muitas mudanças. De editora, por exemplo - segui a equipa que formava a Marcador e com quem gostei sempre tanto de trabalhar no seu novo empreendimento: a Cultura Editora. Também estou em conversações com a Agência das Letras, que, segundo espero, me agenciará muito em breve. 

E este livro... é um rumo novo - para não dizre uma nova experiência - na escrita. Não abandonei a escrita de época, na qual hei-de aventurar-me mais vezes, mas este é outra coisa. 

Vai estar à venda nas livrarias a partir de dia 17 de Novembro, mas já existe em pré-venda em várias livrarias online, incluindo no site da Cultura.

E antes de adormecer outra vez o monstro, cá ficam a maravilhosa capa e a sinopse!



O meu nome é Adriana. Vivo na Argentina, terra da minha mãe.
A minha família paterna, os Brancos, era gente do Porto. Foi ali perto que nasceu o meu pai, numa grande casa junto ao Douro.
Agora eu sou a última dos Brancos. É minha a pequena herança da minha tia: os últimos quadros que o meu tio pintou. Vim ao Porto buscá-los. Vim conhecer a velha casa de família. Vim descobrir a sua história e os seus segredos. Vim descobrir-me.
Oxalá nunca tivesse vindo.

Ansiosa por regressar à Argentina, mas presa a Portugal, distante do homem que ama e da mulher com quem vive, Adriana está perante um dilema universal e intemporal: manter-se comodamente na ignorância ou desvendar o passado da família, como se de um caso policial se tratasse, enfrentando assim aquilo de que andou a fugir toda a vida, por mais doloroso que seja.

Num jogo magistralmente imaginado pela autora, entre a vida atual de Adriana e os ecos do Portugal antigo, machista e violento dos seus pais e avós, esta história, de uma família e dois continentes, é uma viagem entre o presente e o passado, uma ponte sobre o fosso cultural que separa as gerações, um tratado sobre tudo aquilo que a família pode fazer à vida de um só indivíduo.

Entre a sombra e a luz, deixando que por vezes os silêncios falem mais alto do que as palavras, Limões na Madrugada é um romance sobre o amor incomum, o poder da família e a necessidade da coragem.


UMA HISTÓRIA TÃO SUBTIL QUANTO IMPLACÁVEL.

2 comentários:

Dan disse...

Muitos parabéns pelo seu novo livro! Votos de muito sucesso! Felicidades! <3

Carla M. Soares disse...

Muito obrigada!