Páginas

sábado, 26 de janeiro de 2013

Tentações

Estamos todos avisados da imprudência de ir às compras de estômago vazio, o que proporciona gastos extra com pestisquinhos e coisinhas deliciosas.
 
Eu tenho outro problema. Se me sobra o tempo e me aproximo das prateleiras dos livros, estou arrumada. Evito-as como à peste. Hoje, porém, acordei com um cansaço até aos ossos e um humor de cão, o cara metade não se despachava no talho, e decidi ir consolar-me para junto dos livros, olhar para as capas, e resistir-lhes.
 
 
Peguei n' O Filho de Mil Homens, de Valter Hugo Mãe, exemplar único na prateleira, já bem manuseado, li uma página ou duas a meio, fechei-o e recoloquei-o na prateleira, voltei a pegar nele, abri-o na primeira página... e pronto. Já cá está em casa.  É impulse (piada para quem tem mais de 40 anos). Vai ser lido muito muito em breve.
 
A outra tentação, coisa de quem anda exausta: fazer-me doente, enfiar-me na cama com o computador, esquecer que o mundo existe e rever como uma doida. E depois ler como uma doida. E pronto. 
 

1 comentário:

Ray* disse...

Eu acho que tenho um síndrome - um dos 40, ou assim, então...

Esta semana que passou não o fiz, mas tenho-me deitado na cama, revejo (os meus trabalhos da faculdade -.- lol) e leio como uma quase doida - tenho lido no tablet, aleluia, que isto andava parado cá de uma maneira... pfff -.-

Quanto a compras, vou optar por não levar dinheiro, nem cartões em futuras idas a shoppings ou livrarias ou a paraísos parecidos... :)

E pronto. (só para copiar devido ao síndrome dos 40).