Páginas

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Darker after Midnight - Lara Adrian

sinopse:

The climactic novel in Lara Adrian’s New York Times bestselling Midnight Breed series--and her hardcover debut--Darker After Midnight invites readers to enter a thrillingly sensual world where danger meets desire.
In the dark of night, a blood war escalates within the hidden world of the Breed. After existing in secret for many long centuries, maintaining a fragile peace with the humans who walk beside them unaware, a single act of retaliation has put the entire vampire nation at risk of discovery. It falls to the Order--a cadre of Breed warriors pledged to protect their own and humankind alike--to stop Dragos, the power-mad vampire at the center of the conflict, before his push for domination can explode into catastrophe.
At the center of the Order’s quest is Sterling Chase, once a morally rigid enforcer of Breed law, now a warrior fallen from grace, whose biggest battle is the one he wages against his own savage nature. With addiction beckoning him toward eternal darkness, Chase’s path to redemption has never seemed more out of reach--until he finds himself drawn to a beautiful young woman who may be something much more than she seems . . .

Opinião:
Esta é uma série que tenho acompanhado com curiosidade. Encaixa-se na categoria do romance paranormal, com muita ação, amor, sexo e criaturas poderosas, de uma ou de outra forma. Trata-se de um "mundo" com uma premissa estranha que, de início, não me convenceu... mentira, ainda não me convence, não consigo aceitar inteiramente a ideia da origem extraterrestre dos "vampiros" da Breed. O que é estranho é que o desenvolvimento me convence, seja porque gosto de personagens e tenho gostado destas, ou porque o ritmo que a autora imprime às histórias é intenso e me leva de arrasto, o que, confessemos, sabe sempre bem.
Posto isto, esta é uma história que, depois de terminada a leitura, sabe a desfecho, embora tenham ficado umas pontitas soltas que são capazes de permitir mais um livrito ou outro.  E .se a leitura - aí está - levou tudo à frente até terminar, horas de sono e tudo, pensando bem nas coisas, há pontos fortes e pontos fracos importantes.
(E, mais uma vez, como é que faço isto sem SPOILER? Vamos lá.)
Os pontos fortes são, como sempre, um equilíbrio adequado entre ação e paixão, e uma distribuição deliciosa do protagonismo, que não nos deixa suspensos só na história central, mas nos devolve personagens que já conhecemos, e nos vai apresentando outras de forma muito decente. Outro ponto forte são as próprias personagens, que, dentro dos seus limites fantásticos, são credíveis e geram empatia. Por fim, a intriga, que trouxe desenvolvimentos muito interessantes, ao ponto de achar, quase até ao fim, que este era bem capaz de ser o melhor dos livros, no que diz respeito ao mundo Breed e ao confronto com o inimigo, Drago.
E depois, de repente, acaba. Mesmo de repente! O mau está a ganhar, está em pleno e, meia dúzia de páginas depois... Ponto final.  E eu fico a pensar: mas como é que se resolvem em três pernadas as dificuldades com que estes guerreiros se debatem há vários livros? Argh! Como é que tudo acaba assim para o rosadinho, já? Assim, sem mais nem menos? Não pode ser! Infelizmente, não posso protestar mais nem com mais eficácia sem estragar a leitura a quem um dia decidir, e muito bem, pegar no livro. 
Atenção: este "defeito" deixou-me a pensar e ligeiramente insatisfeita depois, mas não me estragou de todo o prazer da leitura. E, afinal, leio estes livros por puro prazer.   

2 comentários:

Mar disse...

O Silk and Magic deu a este blog um selo Liebster Blog.

Beijinhos

http://silkandmagic.blogspot.com/

Elphaba J. disse...

Gostei da opinião Carla. Sinceramente percebo o teu ponto de vista em relação ao ponto fraco que, infelizmente, é usual. Mas nem assim vou desistir, tal como tu gosto imenso da forma como a autora envolve os desenvolvimento românticos com o inimigo central ao longo da série :)

Beijinhos*