Páginas

terça-feira, 3 de junho de 2014

Fui ao cinema no dia da criança e isto é sobre os Xmen

Um post ultra-rápido de uma fã incondicional dos Xmen, os heróis mais cool de toda a existência, para mim, que detesto heróis de cuecas ou maillot... ou ambas as coisas.


Neste filme andamos para a frente para depois andar para trás, para uns anos 70 bem caracterizados, e continuoa a gostar da tridimensionalidade da maioria das personagens centrais - para heróis, é sdizer muito - e das conotações com racismo, xenofobia, etc, etc. 

Tem bom ritmo e as habituais cenas espectaculares de acção e efeitos especiais. A intriga... bem, aqui a porca torce o rabo. Porque o plothole é gigante... Digam-me se tenho razão, e agradeço a quem me contrarie, por favooorrr...

No filme anterior, a Fénix matou o Professor Xavier, muito bem morto, desfeito em milhares de milhões de particulas. Eu vi isto, não vi? Vi. Tenho a certeza. Como é que o Professor aparece, vivo e numa cadeira moderníssima, na linha de tempo "normal" neste filme? Já tinha visto no trailer, mas como havia uma promessa de voltas no tempo, fiquei à espera de uma razão. Não há, ou distraí-me? Depois de me enervar um bocado com a coisa, decidi ignorar e divertir-me, porque estes filmes de acção divertem o rapaz de 13 anos dentro de mim. E diverti-me, claro, e muito. Com plot-hole e tudo.

Duas notas: o Hugh Jackman está jeitosíssimo e o Magneto/Fassbender é o vilão mais elegante desde o início dos tempos. 
  


8 comentários:

Ivonne Zuzarte disse...

Perguntei-me a mesma coisa assim que vi o trailer - ainda não tive oportunidade de ver o filme.

A única explicação que me vem à mente é que a volta no tempo tenha ocorrido algures entre o 2º e o 3º da primeira trilogia. Será?

O Hugh Jackman trascende o vinho do Porto, cada vez melhor o homem! xD

Carla M. Soares disse...

Não ocorre, não, esse é que é o problema!

Ivonne Zuzarte disse...

Então que raio fizeram os roteiristas do filme?!?!?! o.O

Carla M. Soares disse...

no fb, o rodrigo gama explicou-me o seguinte: "Mais de uma década passou-se. No final dos créditos do X-Men: The Last Stand, o Xavier voltava através do corpo comatoso do irmão dele, já visto durante o filme."

e apontou outras gralhas que considera piores:
"- O Wolverine tem garras de adamantium no futuro depois de as ter perdido no The Wolverine.
- O Stryker podia simplesmente comandar ao avião que voltasse a aterrar depois da Mystique o mandar para os EUA, ou que a sua tripulação fosse presa.
- Os Sentinels funcionavam electronicamente em vez de serem comandados pelos traços de metal que o Magneto lhes meteu dentro, o que formaria resistência. Que eu saiba, o poder dele não é reprogramar robots.
- A sala do Cerebro não poderia ter armazenado pó daquela maneira, dado que é selada.
- Se o Beast desenvolveu um soro capaz de parar mutações, tinha dado jeito à Rogue uns anitos depois. Tal como em muitas outras situações.
- O Quicksilver foi metido fora da equipa a meio do filme por razões completamente narrativas, porque tinha dado imenso jeito em qualquer uma das sequências."

Ana C. Nunes disse...

Carla, eu disse o mesmo quando vi este filme, sobre o Xavier, mas o meu irmão depois relembrou-me da cena do X-Men 3, após os créditos, em que mostra o Xavier a regressar à vida. Como é que isso aconteceu, não sei bem, mas que a cena está lá, isso está. Quanto aos outros plot-holes, só alguns têm explicação mais ou menos verossímil:
- A do Wolverine é fácil, alguém lhe deve ter metido adamantium de volta.
- Se o Magneto comanda os metais, mesmo não programando as máquinas, podia perfeitamente accionar as partes que forçassem os sentinelas a activar-se.
- O Quicksilver bem que podia ter ficado ...

Ivonne Zuzarte disse...

:O não sabia dessa cena final! Tenho de ver! xD

Mas a Rogue depois aceitou-se como é...

D. Santos disse...

Bem, vejo que o filme tem várias falhas... ainda bem que não o cheguei a ver.

Carla M. Soares disse...

Tem falhas, sim, mas não deixa de ser um bom momento de entretenimento. Não me arrependo nada de tê-lo visto :)