Páginas

sábado, 7 de dezembro de 2013

Em modo Natal, finalmente

Fez-se árvore, tradicional e bem cheia como gostamos dela, e montou-se o (muito pequeno) presépio, feito inteiramente por mim, quanto tinha tempo para estas coisas... Tem vários anos e já é uma instituição de uma casa pouco católica. Presentes, ainda não há nenhuns, mas como se reduziu a coisa às crianças, o natal é mais tranquilo e, para mim, menos enervante e mais no espírito da família e do festejo. 







1 comentário:

helena frontini disse...

Temos de recriar o espírito de Natal.