Páginas

sábado, 5 de janeiro de 2013

A ligeira confusão

naquele período em que terminei um livro, está demasiado 'fresco' para rever e de qualquer forma ainda não o imprimi, e não estou capaz de começar outro, quanto mais não seja porque é preciso uma ideia, um sopro, qualquer coisita que me empurre as velas...
 
É como ando agora, acabado o draft 'bruto' d'O Cavalheiro Inglês.
 
Solução: rever texto mais antigo. E aí já há muito que fazer. Peguei num que talvez um dia veja a luz, A Chama ao Vento, nome provisório, e na minha história de vampiros, que também tenho uma, ora essa (mas fica só para os amigos e um ou outro masoquista que peça para lê-la). Parece trabalho chato, mas em geral não me importo de fazê-lo, conforme me apetece... eh, não me tem apetecido lá muito, não.
 
Como sabe a pouco, vou experimentando um ou outro micro-conto e um ou outro poema aqui no blogue. Pobres de vós, que me visitam! E leio, claro, mas não é a mesma coisa.
 
Entendem-me os amigos que escrevem?

1 comentário:

Patrícia disse...

Engraçado, estive numa tertúlia com o escritor Richard Zimmler e ele disse quase a mesma coisa. Após terminar um livro ficava semanas a ressacar e não conseguia sequer olhar para livros.
Quando quiseres cobaias para ler os teus livros, estás à vontade ....
Beijinhos